Tradiçao e criatividade

Aprimeira edicao da Casa Arte nasceu como um marco do mercado de decoracáo catarinense. Já a segunda mostra acontece para contar um pouco da historia da cidade e exibir ao Brasil que seus trabalhos estampam personalidade e estilo. Com 800 m2 de área e implantado em um terreno de 2.585 m2, o casaráo colonial, que abriga o evento, foi construido em 1846, encomendado a arquitetos uruguaios pelo comerciante portugués Joaquim Manoel da Silva. Mas foi em 1965 que a edificacao se destacou na cidade, transformando-se em sede do Santa Catarina Country Club. E, em 1977, foi tombada pelo Patrimonio Histórico Nacional. Figuras tradicionais da decoracáo naquele Estado, ao lado da nova safra de profissionais, respeitaram as características origináis da casa, com os fundos para a Avenida Beira-Mar, no bairro da Agronómica, destacando-as com pinturas, molduras e até novos acabamentos. Na área externa, o paisagismo e a arquitetura falaram mais alto. A vegetacáo orginal harmonizou-se a pisos coloridos, a obras de arte, ao gazebo e a ao pergolado. A arquitetura colonial do casaráo contrastou com a elegancia do desenho contemporáneo dos anexos construidos.

Esta entrada foi publicada em Desenhos de casas e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>