Truques que evitam dobras e rugas nos tapetes

Os tapetes têm atravessado os séculos como símbolo de luxo e elegância. Hoje, além de estéticos, precisam ser práticos. E se há algo desagradável que pode acontecer com eles é a formação de rugas e dobras em sua superfície, provocadas pela simples passagem de pessoas.
Não há quem não fique aborrecido ao constatar esse problema, depois de se ter escolhido com tanto esmero um tapete bonito e de qualidade para compor a sala ou o ha.ll. Afinal, além do indese-jado efeito visual, tapetes ondulados ou com “orelha-de-burro” podem se transformar num risco à circulação segura das pessoas, especialmente das crianças.
Há alguns truques eficientes para aumentar a aderência de tapetes sobre os pisos. O importante é utilizar a dica certa para o piso adequado.

As texturas da base dos tapetes e das superfícies dos carpetes não são aderentes. Por isso, se você deseja colocar um tapete sobre o carpete, uma boa opção é utilizar o vel-cro. Disponível no mercado em duas versões, auto-adesivo e para costurar, o velcro deve ter cada uma de suas faces opostas aplicada em cada peça. Unidas, elas fixarão o tapete ao carpete. Esse truque, porém, só serve para colocações definitivas.

Para não limitar as possibilidades de futuras modificações, uma boa opção é utilizar uma manta de polipropileno entre o tapete e o carpete. Essas mantas, de 3 mm de espessura, são encontradas nas lojas especializadas em tapetes, carpetes e forrações. De forma imperceptível, a manta garante aderência. Além disso, é uma solução muito indicada para os tapetes dispostos em pisos escorregadios, como os de mármore, ardósia, granito ou madeira.

Outra alternativa para pisos escorregadios são a espuma (2 mm de espessura), o feltro e as forrações agulhadas. Esses materiais devem ser cortados na medida exata do tapete e depois podem ser costurados bem discretamente pelas bordas.

Quando emborrachados, os aglomerados de fibra, por exemplo, o moletom, surtem um resultado eficaz, principalmente quando se tratar de tapetes artesanais, como persas, kilins e arraiolos.
Neste caso eles devem ser apenas cortados nas medidas exatas, para ficar entre o tapete e o piso. Além de evitar o deslizamento da peça, o moletom protege as tramas dos tapetes das superfícies frias, impedindo a deterioração do tecido.

Evite a colocação de tapetes em assoalhos recentemente enver-nizados. Esse tipo de acabamento demora de dois a três meses para atingir a secagem completa e a total evaporação dos agentes químicos. Caso o piso esteja “úmido”, esses agentes afetarão a base do tapete, desgastando-a e impedindo uma boa aderência no futuro.

Esta entrada foi publicada em Dicas de casa e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>